Venezuela: antes e agora

A Venezuela já foi um dos países economicamente mais prósperos da América Latina. Sua economia foi alimentada por fortes indústrias agrícolas e petrolíferas, e seu PIB foi próximo ao dos Estados Unidos. Hoje, a Venezuela é mais pobre do que era antes de seu boom econômico na década de 1920, sua infraestrutura está se deteriorando e sua economia vem encolhendo desde a virada do século. O custo para as vidas humanas tem sido devastador: desde 2014, mais de 3 milhões de venezuelanos fugiram das condições inóspitas do país. Dos que permanecem, 90% vivem na pobreza.

A Nova Tirania

Na manhã de domingo de 28 de fevereiro de 2010, os habitantes do distrito de Mubende, em Uganda, estavam na igreja quando escutaram o barulho de tiros. Eles saíram e viram homens incendiando suas lavouras e suas casas. Soldados afastavam os moradores sob a mira de armas; uma criança de oito anos ficou presa e morreu no fogo. Os soldados então removeram os 20 mil fazendeiros da terra que havia estado em suas famílias por várias gerações.

A razão de toda a violência foi um projeto de silvicultura financiado pelo Banco Mundial que precisava da terra.

Trabalho infantil durante a Revolução Industrial Inglesa

Durante o fim do século XVIII e o começo do século XIX, a Grã-Bretanha se tornou o primeiro país a se industrializar. Por conta disso, também foi o primeiro país onde a natureza do trabalho das crianças mudou tão dramaticamente que o trabalho infantil passou a ser um problema social e uma questão política. Este artigo examina o debate histórico sobre o trabalho infantil na Grã-Bretanha, a resposta política aos problemas com trabalho infantil, as evidências quantitativas sobre trabalho infantil durante os anos 1800, e as explicações econômicas para a prática do trabalho infantil.

O governo não é amigo do pobre

Suspeito que você já tenha ouvido isso diversas vezes. Os apologistas do Estado forte – Paul Krugman do New York Times e Eugene Robinson do Washington Post sendo exemplos recentes – estão convencidos de que simplesmente não existe alternativa aos programas sociais do governo. Sem o governo, as pessoas passariam fome e morreriam nas ruas. Voltaríamos à era da pobreza em massa. Assim, qualquer pessoa que questiona a necessidade dos esforços antipobreza do governo é cruel, desinformada ou ambos.

As origens do poder, prosperidade e pobreza

O que explica a enorme diferença na renda per capita que existe ao redor do mundo atualmente? Essa questão tem sido discutida diversas vezes. As desigualdades (gaps) na prosperidade que nos cerca na idade moderna são muito mais amplas do que aquelas que motivaram Adam Smith a escrever "A Riqueza das Nações" em 1776, a qual, é claro, é onde a disciplina moderna da economia começou.