Para além da tirania da tolerância

No centro da discussão está a questão de como balancear os direitos de diferentes pessoas. Como se certificar de que as liberdades de um grupo não infringem as de outro? Cotas e ações afirmativas podem restaurar equilíbrio um sistema injusto ou são apenas outra forma de discriminação? Permitir que pessoas trans usem o banheiro que corresponde à sua identidade põe em segundo plano os direitos de outros?

Ficar ou largar

Maduro acaba de se reeleger em eleições claramente fraudadas. Houve antecipação das eleições e presos políticos com grande probabilidade de vitória não competiram, como Leopoldo López. O Grupo de Lima, formado por Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia não reconhecem as eleições. EUA preparam sanções pesadas. Hipoteticamente serão mais seis anos de Maduro, isso se ainda existir Venezuela até lá.