Pelo fim da propriedade intelectual

O grande termo "propriedade intelectual" abrange muita coisa: o software que comanda nossas vidas, os filmes que assistimos, as músicas que ouvimos. Mas também os algoritmos de pontuação de crédito que determinam os contornos de nossos futuros, a estrutura química e os processos de fabricação de medicamentos farmacêuticos que salvam vidas, até mesmo os arcos dourados do McDonald’s e termos como "Google". Todos são supostamente "propriedade intelectual".