Por que os intelectuais se opõem ao capitalismo?

A oposição dos intelectuais forjadores de palavras ao capitalismo é um fato de transcendência social. Dá forma a nossas ideias e imagens da sociedade; estabelece as alternativas de atuação que analisam as administrações. Entre tratados e lemas, eles nos proporcionam as frases com que nos expressamos. Sua oposição é importante, especialmente em uma sociedade (usualmente denominada “pós-industrial”) que cada vez depende mais da formulação explícita da propagação da informação.