Como o mercado está revolucionando a Etiópia

Enquanto líderes governamentais, ONGs e corporações elaboram estratégias para fornecer mais comida para as futuras gerações, Eleni Gabre-Madhin está adotando uma abordagem diferente. Preocupada com a escassez de comida que assolou o seu país natal, a Etiópia, em 2002 mesmo após as boas safras de 2000 e 2001, a economista formada em Stanford decidiu que era hora de pensar além da produção de comida e dar uma boa olhada na distribuição. O resultado? O primeiro mercado de commodities da África.