As “leis dos guetos” da Dinamarca mostram como o Estado de bem-estar social cria conflitos

Recentemente, o Parlamento aprovou a maioria das leis controversas em um pacote de 22 propostas, conhecido localmente como "pacote do gueto". Entre essas leis estão planos de educar à força crianças imigrantes na alfândega dinamarquesa por 25 horas por semana, o dobro da punição por crimes cometidos em certos bairros de maioria imigrante e maior vigilância de “famílias de guetos” designadas pelo governo.